Resenha: O Livro das Princesas

“Ele adoraria conhecer uma menina diferente das outras. Que tivesse opiniões próprias. Que se destacasse. Que gostasse das mesmas coisas que ele, mas que ao mesmo tempo o surpreendesse.”

Sinopse: Já imaginou como seriam os contos de fada contados de uma forma mais moderna e atual? Pensando nisso as autoras Paula Pimenta (Fazendo meu filme), Meg Cabot (Diário da Princesa), Lauren Kate (Fallen) e Patrícia Barboza (As mais) criaram pequenos contos retratando histórias clássicas de um jeito todo especial.

A Cinderela da Paula Pimenta, não perde um sapatinho de cristal, mas sim um All-Star personalizado. Cinthia é uma Dj talentosa que não desiste daquilo que deseja.

A Bela e a Fera de Meg Cabot é sobre uma modelo em busca de amor. Quem iria imaginar que a Bela seria atacada em um cruzeiro para só depois conseguir conhecer sua Fera?

A Bela Adormecida de Lauren Kate tem um príncipe que anda em um unicórnio. O pobre Percy sofreu com o amor e seu coração partido o guia até sua bela dama adormecida.

E a Patrícia Barboza trouxe uma Rapunzel cantora que não corta os cabelos por promessa para um santo e é super fã da Katy Perry. Camila é uma sonhadora e vai batalhar muito para tornar seus sonhos realidade.

Esqueça tudo o que você conheceu de princesas com os filmes da Disney, essas autoras não brincam na hora de criar algo novo inspirado no que já existe.

 Minha Opinião: Se me fizessem escolher entre usar sapatinhos de cristal ou um par de all star personalizados, escolheria os all stars e colocaria a culpa na Paula Pimenta. Comparado ao Livro dos Vilões, está é muito mais leve.

Os contos “A Modelo e o Monstro” e “ Princesa Pop”, foram os que eu mais gostei. Trouxeram uma boa quantidade de humor e fidelidade aos contos originais sem deixar a desejar.  Eu adoraria ver filmes desses contos ou versões estendidas.

O “Eclipse do Unicórnio”  e “Do Alto da Torre” também são bons contos, mas deixam a desejar.  Lauren Kate criou uma versão tão fantasiosa da princesa Aurora que eu só percebi que a história era uma versão da Bela Adormecida quando li que ela estava dormindo profundamente e fiquei bem perdida na história. São poucos os elementos de “ A Bela Adormecida “ que não foram alterados (como uma grande fã do conto fiquei decepcionada com essa versão).

A história da Patrícia Barboza não se aprofundou muito nos sentimentos da personagem. A impressão que eu tive ao ler é que eles foram tratados de forma superficial e não me passaram aquela deliciosa sensação de compartilhá-los com o personagem.

A ideia do livro é maravilhosa e as autoras também. Esses foram os primeiros textos que li da Paula Pimenta e da Patrícia Barboza e me deixaram curiosa para conhecer mais sobre o trabalho dessas duas grandes autoras nacionais.

Os contos seguem realidades separadas e não interagem entre si. Uma pena devo dizer, pois, desejei que as “princesas” se encontrassem mesmo que ao acaso na história.

No geral, é um bom livro e boas versões dos contos.

Recomendo esse livro para todas as pessoas que sonham com histórias de amor fofas como as do clássicos. Quem sabe o seu príncipe ou sua princesa não está mais perto do que você imagina?

INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO:

Autoras: Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barboza.

Ano: 2013

 Páginas: 288

Editora: Galera Record

Livro das Princesas – Livro dos Vilões

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: O Livro das Princesas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s