Resenha: A Lâmina da Assassina

“ A morte dele havia deixado um vazio que Celeana não acreditava que um dia seria preenchido.”

Sinopse: Que Celeana Sardothian é a assassina mais carismática e perigosa todos já sabem, mas poucos conhecem a história de vida dessa personagem e os acontecimentos que a levaram a ser o que era em Trono de Vidro. O passado da campeã do Rei está prestes a ser desvendado.

A Lâmina da Assassina trás quatro histórias que nos apresentam a vida da assassina antes de ser enviada para Endovier.

“ Ao observar a capital, tinha a sensação alegre de que a capital a observava de volta.”

Já imaginou como seria vê-la lutando contra um pirata e toda a sua tripulação para libertar escravos? Em uma taverna procurando encrenca e sendo professora de uma garçonete que sonha em ser curandeira? Obrigada a aguentar o calor infernal do Deserto Vermelho e o treinamento pra lá de torturante do Mestre Mudo? E o melhor, ficou com a pulga atrás da orelha para conhecer mais sobre a noite em que Celeana perdeu seu grande amor e foi presa?

Se sua resposta foi sim para as perguntas acima, já passou da hora de ler esse livro. A melhor parte é conhecer melhor o tão famoso Sam Cortland, o assassino que vai roubar seu coração assim como roubou o de Celeana.

“ – Não tenho a menor ideia do que está falando, Sam Cortland.

– Que tipo de “perguntas” fez a ele?

[…]

– Perguntas educadas.

– Ah? Não  achei que sabia o que educado queria dizer.”

Minha Opinião: Como Sarah J. Maas ousa brincar com meus sentimentos dessa forma?

O livro conta a história de Celeana antes de Endovier mostrando a vida da assassina quando era a herdeira de Arobynn e as aventuras que a levaram até o campo de escravos.
Como sempre, Sarah consegue criar um laço de empatia entre o leitor e a personagem através da narração (juro que senti sede quando Celeana disse sentir sede!) o que torna a leitura mais agradável e cativante.
Os contos são citados nos outros livros da série, como o roubo do cavalo astherion, libertação de escravos e o treinamento com o mestre mudo. Perfeito para quem assim como eu queria saber mais sobre essas histórias e todas têm aquele humor sarcástico que é característica da personagem.
O lado ruim do livro é que mesmo conhecendo o final dele desde o início você ainda torce para que algo mude e a história termine de outra forma. Para alguns isso não é ruim, porém, para meu pobre coração de leitora que se apaixona com tanta facilidade é algo terrivelmente ruim. Quase um pecado!

Sam Cortland é, em minha humilde opinião, o melhor desse livro. Ver como era o primeiro amor da nossa amada assassina e a forma como eles interagiam (e como ele a protegia) tornam mais fortes os laços entre leitor e personagem.

Sarah J. Maas, desejo me casar com você.

Recomendo esse livro para todos que se apaixonaram por Celeana ou estão dispostos a abrir seus corações para a jovem assassina usar como lar.

“Meu nome é Vento. E Chuva, E Osso e Pó. Meu nome é um trecho de uma música da qual não se lembra inteira.”

INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO:

Autora: Sarah J. Maas

Ano: 2015

Páginas: 406

Editora: Galera Record

A Lâmina da Assassina – Trono de Vidro Coroa da Meia-Noite – Herdeira do Fogo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s